Música alta em bares te faz beber mais em menos tempo!

Espaços comerciais são muito conscientes dos efeitos que o ambiente - no caso, a música, - pode ter no fluxo de tráfego na loja, no volume de vendas, nas opções de produtos e no tempo gasto pelo consumidor nas imediações. Um estudo sobre os efeitos dos níveis de música no beber em um bar descobriu que música alta leva a beber mais em menos tempo.

"Pesquisas anteriores já haviam demonstrado que a música rápida pode causar beber rápido, e que ambientes com música versus sem música podem levar a pessoa a passar mais tempo em um bar", afirmou Nicolas Gueguen, professor de ciências comportamentais na Universidade de Bretagne-Sud, na França e autor correspondente do estudo. "Esta é a primeira vez que um enfoque experimental em um contexto real demostrou os efeitos da música alta sobre o consumo de álcool." Os resultados foram publicados na revista Alcoholism: Clinical & Experimental Research.

Os pesquisadores visitaram dois bares por três noites de sábado em uma cidade de médio porte localizadas no oeste da França. Os sujeitos do estudo, 40 homens de 18 a 25 anos de idade, não sabiam que estavam sendo observados, apenas aqueles que ordenaram um copo de chope foram incluídos no estudo.  Com a permissão dos proprietários dos bares, os observadores manipularam os níveis de som (ou 72 dB, considerada normal, ou 88 dB, considerado alto) da música no bar.

Os resultados mostraram que os níveis de som altos levaram a um aumento de consumo, num tempo reduzido.

Gueguen e seus colegas geraram hipóteses de por que isso pode ter ocorrido. "Primeiro, de acordo com pesquisas anteriores sobre música, comida e bebida, os níveis do som podem ter causado maior excitação, o que levou as pessoas a beberem mais rápido e pedirem mais bebidas", "disse Gueguen."Segundo, a música alta pode ter um efeito negativo na interação social no bar, assim, os clientes bebem mais pois conversam menos".

Gueguen observa ainda que, na França, mais de 70.000 pessoas morrem por ano devido ao consumo de álcool crônico e álcool está associado com a maioria dos acidentes fatais de carro. "Nós mostramos que a música ambiente tocada num bar está associada com um aumento no consumo de bebidas", disse ele. "Precisamos incentivar os proprietários de bares a tocar música em  um nível moderado  e conscientizar os consumidores de que a música em alto volume pode influenciar o seu consumo de álcool."

 

Referencia bibliográfica: Guéguen N et al.  Sound level of environmental music and drinking behavior: a field experiment with beer drinkers. Alcohol Clin Exp Res, 2008, 32(10):1795-8.